27 de dezembro de 2008

O Amor, Quando se Revela

"O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..."

Fernando Pessoa

9 comentários:

Tite disse...

Este Fernando Pessoa é uma caixinha de surpresas.
Acho que a minha geração não lhe atribuiu o devido valor. Mas agora está a bombar e fico feliz por isso.
Viva o Fernando Pessoa e todas as suas Mensagens!!!

Cátia disse...

Pois é, quantas precisamos falar, dizer, contar e não temos ousadia para isso? Mas estou certa que custa bem menos dizer do que viver na ausencia das palavras. Conto com as tuas.

Não conhecia este poema de FP, obrigada.

Beijinho grande

Cristina disse...

Querida Tite,
Também só me lembro de começar a ouvir falar de Fernando Pessoa com mais frequência há mais ou menos 15, 16 anos... Mas mais vale tarde do que nunca!!!!!!
E viva pois!!!!!
Beijinho grande
CA

Cristina disse...

Amiga,
Descobri um site com uma série de poemas que também desconhecia (e tenho grande parte da obra dele). Depois passo-te.
Beijinho grande
CA

Anónimo disse...

Obriada Cristina por mais um poema lindo, não conhecia, gostei muito. Continue a brindar-nos com mais coisas boas como o tem feito, é mesmo uma pessoa sensivel, nem parece deste tempo onde reina o igoismo e onde as pessoas se preocupam mais com ter do que com o ser.
Bjs
Gena

Anónimo disse...

Obriada Cristina por mais um poema lindo, não conhecia, gostei muito. Continue a brindar-nos com mais coisas boas como o tem feito, é mesmo uma pessoa sensivel, nem parece deste tempo onde reina o igoismo e onde as pessoas se preocupam mais com ter do que com o ser.
Bjs
Gena

Tite disse...

Vai ao Mamariso e encontras lá um link de poesia que é um espanto.

Beijarocas

Cristina disse...

Amiga Gena,
Eu adoro Fernando Pessoa e, de cada vez que descubro algo que não conheço da obra dele, é como se encontrasse um tesouro!!! Foi o caso deste poema e mais uns quantos que encontrei num site.
Obrigada pelas suas doces palavras.
Beijinho grande
CA

Cristina disse...

Querida Tite,
Vou cuscar sim senhora!!!
Obrigada
Beijinho
CA